Brincámos com a água

No dia 11 de Fevereiro “brincámos com a água” na nossa escola.

Fizemos uma experiência para saber “o que flutua e o que não flutua”.

Em cima da mesa havia uma bacia transparente com água e muitos materiais diferentes: balões, pregos, alfinetes, plasticina, madeira, rolhas de metal, de cortiça e plástico, etc…

Fizemos um jogo de adivinha: “será que flutua?”, “será que não flutua?”.

Experimentamos vários objectos e chegamos à conclusão, que uns flutuavam e outros não, materiais iguais, mas de forma diferente, tinham comportamentos diferentes, como por exemplo a plasticina que em forma de bola ia ao fundo (não flutuava) e em forma de “cesta”, não ia ao fundo (flutuava).

Foi ao fundo porque é mais pesado – Daniel

Foi ao fundo porque é mais pequenino – Maria

Não foi ao fundo porque é mais leve – Inês

A plasticina não foi ao fundo porque já não era uma bola, agora estava em forma de cesta (+ larga) e até metemos lá dentro um balão, uma rolha de cortiça, uma rolha de plástico e um alfinete e não foi ao fundo (flutuou) – Rafaela

OS REIS

No dia 6 de janeiro fomos cantar os reis.

Logo de manhã começámos a afinar a garganta. Depois do lanche lá fomos todos juntos cantar os reis pela aldeia toda. Em todos as casas fomos sempre bem recebidos.

Também cantávamos os reis a quem passava de carro.

O sr. presidente da junta também parou para nós cantarmos. 

  

Quando vimos o sr. carteiro fomos ter com ele e cantámos.

No dia 7, terça-feira continuamos o cantar dos reis desta vez nas aldeias de Meijinhos e Melcões de onde são oriundos alguns colegas nossos. 

Levámos instrumentos musicais para ajudar a música.

Os meninos do jardim levavam umas capas azuis e umas coroas com muitos brilhantes.

Foram dois dias muito divertidos para nós e para as professoras.